domingo, 23 jun 2024
InícioNotíciasCâmara Municipal de GramadoUnidades de Saúde e Academia do SUS levarão nome de pessoas importantes...

Unidades de Saúde e Academia do SUS levarão nome de pessoas importantes da comunidade

Cinco Projetos de Lei Ordinária (PLO) que nomeiam estabelecimentos públicos foram votados e aprovados na sessão desta segunda-feira, dia 25, na Câmara de Vereadores de Gramado. O PLO 63/2023 dá nomenclatura à Unidade de Saúde que se estabelecerá no Bairro Piratini, e passará a se chamar Centro de Saúde – Susana Willrich Bertolucci.

Já o PLO 64/2023 nomeia a Unidade de Saúde localizada no Centro como Centro Municipal de Saúde – Horst Ernst Volk; o PLO 65/2023 nomeia a academia do SUS localizada no Centro em homenagem à servidora Milena da Silva Santos; o PLO 66 dá nomenclatura à Unidade de Saúde que se estabelecerá no Bairro Carniel como Fernando Bertoja; e, por fim, foi votado o PLO 67 que dará novo nome à Unidade de Saúde que se estabelecerá no Bairro Moura homenageando Eugênio Hencke.

Susana Willrich Bertolucci

Susana Willrich Bertolucci nasceu em Gramado. Foi casada com Pedro Henrique Bertolucci, com quem teve três filhos. Graduada no curso de Magistério lecionou durante 10 anos na Escola Estadual Ramos Pacheco. Foi ativa participante nas atividades sociais e culturais estudantis da cidade e também da Sociedade Recreio Gramadense onde fez parte, inclusive do bloco carnavalesco Monarcas do Ritmo.

Durante os 16 anos em que foi primeira-dama do município esteve sempre envolvida em atividades de apoio à gramadenses mais necessitados. Presidiu a Associação de Assistência e Caridade, órgão vinculado à prefeitura. Integrou ainda de forma voluntária as comissões da Festa das Hortênsias, do Natal Luz e da Festa da Colônia.

Além de seu envolvimento junto às comunidades carentes do município, Susana era apaixonada pelas flores e cuidava com esmero dos jardins da cidade, junto com Irma Peccin e uma equipe de mulheres, de forma voluntária.

Horst Ernst Volk

Horst Volk nasceu em Campo Bom e veio residir em Gramado em 1952. Na época com 18 anos veio a Gramado dar início às atividades da empresa da sua família: a Calçados Ortopé, que ficou famosa em todo o mundo e que ao longo de 50 anos realizou forte divulgação de Gramado.

A empresa empregou mais de 14 mil funcionários, produzindo milhões de calçados para crianças, trazendo grande impulso ao desenvolvimento da cidade. Como líder empresarial exerceu importantes cargos nacionais como a presidência da Associação Brasileira da Indústria de Calçados (Abicalçados) e da Associação Nacional de Técnicos em Calçados e vice-presidente da Associação dos Exportadores Brasileiros (AEB).

O sucesso profissional lhe proporcionou mais de 50 prêmios e troféus de reconhecimento, dentre eles Mérito Industrial do Rio Grande do Sul, em 1988. Ingressou na vida política partidária sendo vereador em duas legislaturas, presidente da Câmara e prefeito. Foi deputado estadual e secretário de Turismo do Estado do Rio Grande do Sul.
Como prefeito, Gramado deu um grande passo para o desenvolvimento da cidade. Sua administração deu enfoque à área de marketing, colocando Gramado no mapa do Brasil através da realização de três importantes eventos: Festival de Cinema de Gramado, Feira Nacional do Artesanato (Fearte) e Festival Mundial de Publicidade.

Criou a Secretaria de Turismo tendo convidado Romeu Dutra, um jovem dinâmico, para assumir a pasta. Romeu foi seu grande parceiro na realização de um sonho, fazer um Festival de Cinema na cidade. Em 1988, Gramado corria o risco de perder o Festival de Cinema, seu principal evento na mídia nacional. O argumento de jornalistas e lideranças do cinema era que o Cine Embaixador havia ficado pequeno para a dimensão que o Festival tinha alcançado.

Mais uma vez a atuação de Horst foi decisiva. Foi nomeado pelo prefeito presidente da Comissão de reforma e ampliação do Palácio dos Festivais, sendo sua empresa uma das principais financiadoras da obra. O resultado foi a permanência do Festival e seu fortalecimento. Neste mesmo ano, a Câmara Municipal de Vereadores concedeu-lhe, por unanimidade, o título de patrono do Festival de Cinema de Gramado.

Milena da Silva Santos de Azevedo

Nascida em 1° de outubro de 1978, natural de Canela, Milena partiu cedo. Mãe de três filhos (Michael, Frederico e João), casada com Fábio José de Azevedo. Começou a trabalhar aos 14 anos como secretária em consultório médico, aos 18 anos fez concurso público para a Prefeitura de Gramado onde ingressou na Vigilância Sanitária como Fiscal Sanitarista. Com o passar dos anos buscou constantemente conhecimento graduada em Licenciatura em Pedagogia, Especialista em Educação na Saúde para Preceptores do SUS, Especialista em Gestão da Atenção à Saúde do Idoso e Mestra em Ciências da Saúde: Ginecologia e Obstetrícia.

Como diretora de Vigilância e Ações em Saúde idealizou, fu

ndou, organizou, inovou para chegarmos no que temos hoje no município de Gramado sobre a Vigilância em Saúde. Sendo um dos inúmeros projetos a Academia do Sus.
Desde a busca dos equipamentos e recursos para obra da Academia do SUS foram idealizados e construídos pelo conhecimento de politicas públicas através do desenvolvimento de documentos para sua aquisição pela Milena.

Fernando Bertoja
Foi uma personalidade médica que ajudou muitas pessoas, ofereceu atendimento médico gratuito para pessoas sem recursos financeiros. Ao longo de sua carreira, sempre enfatizou a importância da empatia e do cuidado compassivo no tratamento de pacientes, independentemente de sua situação financeira.

Eugênio Hencke

Nascido em 19 de dezembro de 1946, neste acolhedor município, Eugênio Hencke era filho de Otto e Amália Hencke. Os primeiros anos de sua vida foram marcados pela educação na Escola Municipal Princesa Isabel, situada no pitoresco Mato Queimado. Eugênio cultivou sua paixão por aprender, absorvendo não apenas o conhecimento acadêmico, mas também os princípios fundamentais de responsabilidade e dedicação.

Após completar seus estudos, Eugênio iniciou sua jornada laboral ao lado de seus pais, contribuindo nas atividades diárias do sítio familiar. Seu primeiro emprego formal foi na Prefeitura, onde demonstrou habilidades e ética de trabalho notáveis. Em busca de aprimoramento, Eugênio abraçou a oportunidade de trabalhar como auxiliar de marceneiro. Sua dedicação o levou a completar um curso na área de marcenaria, e seu entusiasmo o impulsionou a adquirir máquinas, dando início a uma promissora jornada no setor moveleiro. Sua empresa cresceu de maneira notável, tornando-se um exemplo de empreendedorismo e visão.

Além de suas realizações no âmbito profissional, Eugênio era um cidadão engajado e comprometido com a comunidade de Gramado. Sua liderança o levou à presidência do Esporte Clube Gaúcho e do Círculo de Pais e Mestres da Escola Santos Dumont. Sua participação ativa em eventos culturais demonstrava seu amor pela cidade e sua dedicação a seu desenvolvimento.

Ingressou na política local a convite do então prefeito Pedro Henrique Bertolucci, filiado à Arena. Concorreu a uma vaga na Câmara de Vereadores de Gramado em 1992, alcançando a posição de suplente com 370 votos. Assumiu a titularidade por 90 dias. Sua eleição como vereador em 1996, com 650 votos, refletiu a confiança da comunidade em sua capacidade de liderança.

Fundador do Esporte Clube Gaúcho e presidente por seis anos, Eugênio deixou um legado de paixão pelo esporte. Sua presidência na APP da Escola Santos Dumont também destacou seu comprometimento com a educação e o desenvolvimento das gerações futuras.

Fonte|Foto: Câmara Municipal de Vereadores de Gramado | Letícia de Lima/Câmara de Gramado
Mais Notícias

Roteiros em Destaque